JBarbearia

sábado, fevereiro 9

EM ANÁLISE - Governo do RN estuda novo decreto de calamidade na Saúde

Decreto do ano passado venceu nesta semana
Com vencimento nesta semana, a situação de calamidade na Saúde do Estado, assinada em agosto de 2018, pelo então governador Robinson Faria, ainda não deve ser renovada. A informação foi confirmada pelo atual secretário de Saúde do RN, Cipriano Maia.
De acordo com ele, a gestão de Fátima Bezerra ainda avalia a necessidade de um novo decreto. Maia entende que o RN ainda enfrenta uma situação delicada na área. Contudo, estuda a possibilidade.
“Nós estamos avaliando e vamos oportunamente anunciar se há uma justificativa. Que há a calamidade, nós não temos dúvida. A questão é ‘esse decreto vai mudar alguma condição do que a gente vem tentando fazer?'”, comentou.
O secretário acrescentou ainda que um novo decreto será baseado na necessidade de conseguir melhorias para o sistema de saúde potiguar e também se for algo justificável.
“Se for necessário decreto para facilitar o aporte de recursos, nós vamos utilizar. Estamos discutindo isso, mas não vamos utilizar de forma vã, sem que tenha justificativa”, finalizou.
À época, o governador Robinson Faria publicou o decreto sob justificativa de que a crise financeira fez com que a população abandonasse os planos de saúde e recorresse aos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, o ex-chefe do Executivo disse que o prazo do primeiro decreto não foi suficiente para as melhorias necessárias.
Portalnoar

Nenhum comentário:

Postar um comentário